por Simone Las Casas

Saiu ontem, 25/01/2015 uma super matperia no jornal Estado de Minas falando sobre o mercado de Spas, benefícios e claro, contando um pouquinho do trabalho da Expertise Spa Consulting.

Confiram!!!

 

APOSTA NO RELAX E NO BEM-ESTAR

 

A preocupação com o bem-estar movimenta o mercado de Spas e todo o Brasil. Aos poucos, os consumidores entendem que, muito mais que um habito de luxo, dedicar um tempo ao corpo e à mente é questão de saúde. Com isso, os estabelecimentos que oferecem banhos, massagens, terapias e tratamentos estéticos ganham espaço. O mercado é jovem, mas muito promissor, de acordo com a Associação Brasileira de Clínicas e Spas (ABC Spas). Ainda existe chances para novos negócios, desde que haja investimento em diferencias e qualificação para equipe para oferecer um atendimento de qualidade
Até então os Spas eram vistos apenas como lugares para emagrecer, e com sofrimento. A mudança de percepção do consumidor, quer passou a enxergar nos estabelecimentos uma possibilidade de sair da rotina para cuidar do corpo e da mente, é uma das responsáveis pelo aquecimento do setor. A diretota-executiva da ABC Spas, Ana Paula Marques, acrescenta que também caiu por terra a ideia de alto custo dos serviços. “Não existem preços exorbitantes nesse mercado, principalmente em spas urbanos, que ficam nos grandes centros. O que se paga não é muito diferente de clínicas estéticas”, pontua. O projeto Spa Week, no Brasil desde 2009, tem ajudado a mudar essa visão. Duas vezes por ano, os spas participantes oferecem terapias a preços reduzidos e ainda aproveitam a oportunidade para mostrar aos novos clientes a verdadeira função do espaço.
Para este ano, a ABC Spas, espera que o mercado continue a crescer linearmente. Na visão de Ana Paula, é tempo de cuidar da gestão do negócio, já que as empresas que se destacam são aquelas com maior profissionalização e maturidade. O desafio para os próximos anos, segundo a diretora-executiva da ABC Spas, é investir em marketing e qualidade no atendimento, dois pilares de um negócio de bem-estar, para alcançar um crescimento equilibrado. “É preciso apresentar o que a empresa faz de diferente, mas não dá para apenas conquistar o cliente. Se você não fidelizar, depende o tempo todo de novos clientes. Isso é perigoso”, alerta. Ao empresário que tem interesse em entrar no segmento, ela dá a dica: ofereça um mix completo de serviços para atender bem a demanda, pois não existe mais a diferenciação entre spa e clínica de estética. O consumidor que fazer tudo no mesmo lugar
Há quatro anos no comando do Pacific Spa, a fisioterapeuta Érika Rachid Martins de Souza lembra que, quando começou, os serviços de estética eram muito mais procurados. Hoje, a situação se inverteu: as massagens relaxantes são campeãs de vendas. “O spa deixou de ser serviço de luxo e está mais ligado a bem-estar e qualidade de vida. As pessoas percebem que podem ter um momento de descanso sem precisar fazer investimento de uma viagem”, comenta. São oferecidas 12 técnicas diferentes de relaxamento e Érika, sempre atenta às novidades, atualiza o menu duas vezes por ano.


GESTANTES

A segunda unidade do Pacific Spa, no Bairro Serra, se diferencia por trabalhar com um menu exclusivo para gestantes. Depois de uma viagem para Nova York, Érika desenvolveu uma série de procedimentos, incluindo banhos, massagens e tratamentos estéticos, para que mulheres gravidas pudessem cuidar do corpo e relaxar sem preocupação. Animada com o bom movimento em janeiro, a fisioterapeuta planeja este ano investir nos tratamentos estéticos e abrir uma nova unidade. “Apesar de, no ano passado, ter se falado em crise, o meu negócio cresceu muito, e enxergo que ainda existe mercado para spas em Belo Horizonte. Que investe em qualidade, não tem dificuldade em se diferenciar”, atesta.


ANTES VISTOS COMO ALGO DE LUXO, OS SPAS CONQUISTAM CADA VEZ MAIS PESSOAS EM BUSCA DE MOMENTOS EXCLUSIVOS PARA DESLIGAR A MENTE. ALÉM DE MASSAGENS E TERAPIA HOLÍSTICAS, ESSES LOCAIS INVESTEM EM TRATAMENTOS ESPECIAIS PARA FIDELIZAR A CLIENTELA.


GRANDE POTENCIAL DE CRESCIMENTO
A ocupação média dos spas é de 15%. Considerando que uma ocupação rentável é de 25%, o mercado dispõe de uma capacidade de atendimento ociosa, o que permite crescimento.

 

É PRECISO CAUTELA NA HORA DE INVESTIR
Como surgiram muitos spas nos últimos anos, a sócia da Expertise Spa Consulting, empresa que oferece consultoria na área, Simone Las Casas, pede cautela na hora de abrir um novo negócio. “Existe sim, espaço para novos spas, mas é essencial trabalhar bem o conceito do empreendimento e analisar quais diferenciais serão oferecidos, para não ser mais um no mercado”. De acordo com a especialista, a qualidade do atendimento é um dos pontos mais importantes. Qualquer lugar pode oferecer uma massagem relaxante, a diferença está no profissional. Por isso, ela defende que os espaços precisam investir continuamente em qualificação, por que novidades aparecem toda hora. “Se você continuar fazendo a mesma técnica, sem agregar nada para vida da pessoa, que está ali procurando bem-estar, realmente não vai poder se comparar com os demais”.
A Expertise Spa Consulting trabalha há três anos com implantação de spas em todo Brasil. As sócias viajam o mundo inteiro para pesquisar o que há de mais recente em técnicas e equipamentos e ajudam os clientes a mobiliar o espaço, treinar os profissionais, implantar os códigos de gestão e definir o menu de serviços. A empresa ainda acompanha mensalmente o estabelecimento. “Nossos spas recebem quase que diariamente uma atualização para que possam se destacar no mercado. Analisamos também os números para que o faturamento seja satisfatório”, explica. Simone diz que os espaços precisam ir além de banhos e massagens, pois o cliente espera ir embora levando algo que possa aplicar no seu dia a dia. Por isso, estão em alta técnicas como Yoga, meditação, exercícios de respiração e programas de desintoxicação.

 

HOTEL É UM NICHO
Entre os estabelecimentos acompanhados pela empresa de consultoria, quatro estão em Minas Gerais, um em São Paulo e outro em Punta Del Este, no Uruguai. A maioria deles esta em hotéis, o que Simone considera uma tendência, já que existe um interesse em sair de casa para relaxar. Um deles é o Spa Mitra com unidade em Belo Horizonte, Sete Lagoas e Lagoa Santa, que se destaca por utilizar produtos da marca francesa L’Occitane. “O hospede tem o conforto, a comodidade e até o luxo de ter disponível uma massagem ou banho depois de um dia estressante de trabalho”, diz a diretora, Pollyana Mendes de Souza. Muitos clientes são executivos que estão em viagem a trabalho. O espaço também investe em programas de desintoxicação, que podem durar até uma semana, com a facilidade de o cliente pernoitar no hotel.
Com experiência no ramo de hotelaria, Pollyana investe muito no atendimento, até porque ela percebe que o cliente exige qualidade. “Acredito que vale a pena investir, porque o mercado está em crescimento, mas tem que ter muito cuidado. É necessário contar com um equipe bem especializada e oferecer muito treinamento para não cometer erros”. Para a empresaria, a consultoria ajuda muito
 

 

 

 

 

 

 




COMENTÁRIOS
Nome completo*
Comentário*
E-mail*


About Me


Simone Las Casas tem 28 anos é formada em direito e pós graduada em gestão de negócios. Movida pela paixão por Spa's hoje é consultora na empresa Expertise Spa Consulting.

SEARCH

hey!... Least 3 characters.

INSTAGRAM


PINTEREST